Skip to content

A tipologia de Ewart Oakshott

VISITE NOSSA NOVA PÁGINA!

http://www.arsgladiatoria.com.br/oakeshott

banner_new


Por Björn Hellqvist – Tradução – Bruno Cerkvenik

Essa é uma tentativa de introduzir ao leitor à tipologia das espadas medievais feita por Ewart Oakeshott. Ele é talvez o mais notável estudante de spathologia (termo criado no final do século passado para designar o estudo da espadas históricas). E para tornar seus estudos mais fáceis, ele as dividiu em tipos/categorias.

Ao contrário das outras tipologias, como a de Petersen’s que só foca nas empunhaduras, a tipologia de Oakeshott concentra-se na lâmina e na sua função. Seu sistema torna fácil a datação das espadas, e junto da classificação das empunhaduras fica praticamente fácil dizer a idade da espada. A tipologia não é completa e muito menos perfeita, mas, no entanto é uma das melhores maneiras para entender o desenvolvimento das espadas medievais. As espadas aqui ilustradas são amostras, e há variações em cada tipo.

(N.do T. – Fuller é o canal/vala que corre no meio da espada, ele serve para diminuir o peso e aumentar a capacidade de corte, também são conhecidos erroneamente como “vala de sangria”, pois o sangue tende a escorrer por este espaço)

Modelo X: A tipo X são largas e de comprimento médio de 78 cm. O “fuller” corre por toda a lâmina por quase toda a extensão e acaba uns 3 cm antes da ponta. A ponta pode ser aguda, mas é normalmente redonda. Esse tipo era comum na era viking, e continuou sendo popular até o séc.13.

exemplo:

Albion Swords

Modelo Xa: Esse tipo é similar ao tipo X, mas o “fuller” é mais estreito. A lâmina é um pouco mais longa que a tipo X. E foi usada do séc. 10 até o séc. 13.

Exemplo:

Albion Swords

Modelo XI: Esse tipo difere da do tipo X por ser mais longa, mais estreita e o “fuller” também sendo mais estreito. E a ponta normalmente é aguda.  Acredita-se que foi usada entre os anos 1100 e 1175.

Exemplo:

Albion Swords

A Modelo XIa tem uma lâmina mais larga e mais curta, mas o “fuller”  ainda é estreito.

Modelo XII : A lamina é larga, plana e afina-se até a ponta. O critério de Oakeshott para esse tipo (para diferenciá-la das demais similares) são:

1)Uma ponta estreita e aguda, e a empunhadura deve ser curta (nunca da do tamanho da de uma mão e meia).

2) O “fuller” não deve se estender além de 2/3 do comprimento da lamina. As espadas tipo XII são facilmente confundidas com outros tipos, isso porque as espadas tipo XII foram muito usadas durante a alta idade média.

Exemplo:

Albion Swords

Modelo XIIa: Essa é basicamente a variação maior ou variação de guerra da espada tipo XII. A empunhadura suporta 2 mãos. Esse tipo pode ser encontrado nos sécs. XIII e XIV.

Exemplo:

Albion Swords

Modelo XIII: Nesse tipo, lâminas têm os fios quase paralelos até a ponta redonda, e o “tang” é maior do que a maioria das espadas de uma mão. Normalmente o “fuller” vai até a metade da lâmina. Normalmente é um “fuller” só, mas pode ser múltiplo. Esse tipo foi usado do meio do séc. 13 até o meio do séc. 14. O mesmo acontece com as variações.

Modelo XIIIa: Esse tipo é uma variação da tipo XIII, normalmente chamadas de “Espadas Grandes (“Great Swords”), Espada de Guerra (“War Swords”), etc. As espada tem lâminas bem grandes, normalmente de 80 cm a 1 metro. E a empunhadura de 15 a 25 cm. O “fuller” normalmente corre até o meio da lâmina.

Exemplo:

Albion Swords

Modelo XIIIb: Esse tipo é uma variação do tipo XIII com uma empunhadura menor.

Modelo XIV: Este tipo foi usado entre 1275 e 1340.  É fácil de reconhecer por causa de sua lamina curta, que começa larga e afina até uma ponta bem aguda. A empunhadura é curta. O “fuller” normalmente vai até ¾ da lâmina. Ainda existem algumas com “fullers” múltiplos.

Albion Swords

Os primeiros 4 tipos de espadas e suas variações são mais apropriadas para cortes do que para estocadas. Com o advento das armaduras de placas, as espadas tiveram que ficar mais duras para se adaptar às estocadas. Ao invés de terem “fullers” e fios paralelos, elas se se afinaram e a lâmina (se cortada transversalmente) tem o formato de um losango.

Modelo XV: Este tipo é bem simples. Ela se afina até a ponta, a lâmina tem um formato de losango e a ponta é própria para estocadas. Oakeshott traça a origem deste tipo ao final do séc. XIII, mas ela foi muito mais usada nos sécs. 14 e 15, caindo em desuso no começo do séc. XVI.

Exemplo:

Albion Swords

Modelo XVa: Este tipo é similar à XV, mas geralmente sua lâmina é mais fina e comprida. A empunhadura é bem maior, variando de 17 a 22 cm. Pesando entre 1,3 a 1,8 quilos.

Exemplo:

Albion Swords

Modelo XVI: Este tipo foi desenvolvido em resposta às armaduras de cota de malha reforçadas com placas de metal do começo do séc. 14. Pode ser difícil diferenciar este tipo da tipo XIV, mas da metade até a ponta, a lâmina tem um formato bem nítido de losango. Isso proporciona uma ponta forte para estocadas e conserva sua boa capacidade de corte. As lâminas têm entre 70 cm e 80 cm, com um nítido “fuller” indo até a metade da lâmina.

Exemplo:

Albion Swords

Modelo XVIa: A tipo XVIa tem lâmina longa que pouco se afina, larga perto da empunhadura e normalmente tem uma ponta reforçada. O “fuller” é bem acentuado, indo normalmente até 1/3 da lâmina. Da metade até a ponta a lâmina tem um formato hexagonal e não de losango. A empunhadura é longa, de 15 a 22 cm como as espadas XIIIa e XVa, permitindo-se pegar com as 2 mãos.

Exemplo:

Albion Swords

Modelo XVII: A lâmina deste tipo é longa, fina e se estreita bastante até a ponta. Cortando-se transversalmente pode se notar uma forma hexagonal. Muitas têm o “fuller” bem raso. A empunhadura é sempre longa, permitindo-se pegar com as 2 mãos. Foi usada entre os anos 1360 e 1420, e provavelmente foi usada para perfurar os pontos fracos das armaduras. As espadas deste tipo eram normalmente bem fortes e podiam pesar até 2.4 kg (comparadas com as XIIIa que pesavam de 1,6 a 1,8kg). Isso fez Oakeshott acreditar que elas eram usadas para quebrar/rachar as armaduras de placas.

Exemplo:

Albion Swords

Modelo XVIII: Essas lâminas eram um tanto largas perto da empunhadura (5 cm) e se afinavam até um ponta bem afiada. A empunhadura é pequena, para ser usadas apenas com uma mão. As lâminas (em corte transversal) tinham o formato de um losango bem acentuado para lhe dar rigidez. Este tipo é muito bem adaptado para cortes e estocadas.

Exemplo:

Albion Swords

Modelo XVIIIa: (não está na ilustração): Esse tipo é um tanto fino, tendo um comprimento em média de 81 cm. A secção é do mesmo tipo da XVIII, mas com um “fuller” raso na parte superior. O que a diferencia da tipo XVIII é a empunhadura, que é de 2 a 3 cm mais larga do que a do que XVIII.

Modelo XVIIIb: Essa lâmina é longa, mais fina e com uma ponta bem afiada. Se cortada transversalmente, também tem um formato de um losango. A empunhadura é bem longa, variando de 25 a 27 cm. Este tipo é encontrado entre os anos de 1450 e 1520.

Exemplo:

Albion Swords

Modelo XVIIIc: (não está na ilustração), Como todas as espadas de tipo, a lâmina tem um formato de losango na sua secção transversal. É larga e normalmente tem 87 cm. A empunhadura pode ser usada com 1 ou duas mãos.

Modelo XIX: Este tipo tem uma lâmina larga e chata, com os fios praticamente paralelos até uma ponta inesperadamente afiada.  Tem um “fuller” raso no primeiro terça da lâmina, como também um “ricasso” (N.do A. – parte da lâmina sem fio que se segura com o dedo indicador, serve para uma melhor pegada). A lâmina tem um formato hexagonal na sua secção transversal – a lâmina é chata com fios chanfrados. Este tipo aparece no começo do séc. 15 e é usada apenas com uma mão.

Exemplo:

Albion Swords

Modelo XX: Este modelo foi usado entre os sécs. 14 e 15. Essas espadas são as espadas de uma mão e meia, similares às modelos XIIIa, lâminas largas com fios paralelos estreitando suavemente até a ponta. Os “fullers” normalmente são um até o meio da lâmina e dois “fullers” paralelos no último quarto da lâmina.

Modelo XXa: Esta variação da modelo XX tem uma lâmina mais estreita que se estende até uma ponta afiada. O “fullers” são como os da modelo XX.

Exemplo:

Albion Swords

Modelo XXI: Este modelo do final do séc. 15t é similar às bem conhecidas espadas curtas “Cinqueda”, mas as lâminas não são necessariamente largas (“5 dedos de largura”), e são tão longas quantas as espadas básicas de uma mão. A empunhadura é muito parecida com as das “Cinquedas”. A lâmina se estreita pouco até uma ponta aguda, e tem normalmente um par de “fullers” largos e rasos na primeira metade da lâmina, ou 2 “fullers” correndo quase toda a lâmina.

Exemplo:

myarmoury.com

Modelo XXII: Essa é uma lâmina larga e chata do final do séc. 15, os fios se estreitam suavemente até uma ponta menos aguda.  Há 2 “fullers”, curtos e fundos logo após a empunhadura.

Exemplo:

myarmoury.com

Livros Recomendados:

Ewart Oakeshott: The Sword in the Age of Chivlary (Boydell & Brewer, 1964, 1994)
Ewart Oakeshott: Records of the Medieval Sword (Boydell & Brewer, 1991)

As imagens acima são de propriedade dos lugares citados. São usadas apenas como forma de educação.

%d bloggers like this: